O Caminhar e o Silêncio

Vamos pensar poeticamente para que se abram, em nossa rotina diária, espaços para o silêncio, contemplação e meditação. Sem pressa para chegar, mas dando importância devida ao processo, as passagens. Permitir-se ouvir, sentir e entender quem realmente somos.  

Um simples caminhar pela cidade pode ser o caminho. O vagar sem destino. Passos de uma longa jornada rumo ao esvaziamento da mente. Livre-se do peso acumulado. Abra espaço para um novo olhar dentro do velho e conhecido cotidiano. Resgate a sua criança interna. Deixe entrar a sua criatividade e imaginação. Combine exercícios físicos com bem estar. Caminhar pode ser uma forma de tomar consciência de si, de reparar no próprio corpo, na respiração, no silêncio interior, nos desejos.

O fato de caminhar pelas ruas e parques sem destino algum também é uma forma de resgatar o humano, de rebelar-se contra as ordens que convertem cada uma das interações humanas num processo econômico. Caminhar faz mesmo bem ao coração, a mente e a alma. Bora andar?

O Silêncio
Arnaldo Antunes

antes de existir Computador existia a tevê
antes de existir tevê existia luz elétrica
antes de existir luz elétrica existia bicicleta
antes de existir bicicleta existia enciclopédia
antes de existir enciclopédia existia alfabeto
antes de existir alfabeto existia a voz
antes de existir a voz existia o silêncio

o silêncio

foi a primeira coisa que existiu
O silêncio que ninguém ouviu
astro pelo céu em movimento
e o som do gelo derretendo
o barulho do cabelo em crescimento
e a música do vento
e a matéria em decomposição
a barriga digerindo o pão
explosão de semente sobre o chão
diamante nascendo do carvão
homem pedra planta bicho flor
luz elétrica tevê computador
batedeira liquidificador
vamos ouvir esse silêncio meu amor
amplificado no amplificador
do estetoscópio do doutor
no lado esquerdo do peito esse tambor.

 

4 ideias sobre “O Caminhar e o Silêncio

  1. Olá, Daniela, Bom dia!!
    Parabéns pela iniciativa e excelente ideia deste blog de poesias!!
    Maravilhoso!!
    Uma das melhores formas de divulgar e, principalmente, incentivar a leitura e a criação poética. Excelente!
    Eu tb sou poeta e escritor joseense e gostaria de saber a possibilidade de publicar meus poemas neste blog.
    É possível a participação de poetas regionais?
    Muito obrigado pelo carinho!!
    Manoel Jurema

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *